Poesias e Primavera: deixe sua aula mais florida!

Essa estação é maravilhosa, por isso além das dicas de poemas também preparamos um faça você mesmo…

Publicado no dia 20 de setembro de 2018

Para professores e pais, a época mais florida do ano é uma excelente oportunidade para as crianças aprenderem e se encantarem com as cores e a diversidade da estação. No texto de hoje, fizemos uma seleção de poesias sobre a primavera, para que sua aula fique ainda mais interessante aos pequenos – ou mesmo para os pais apaixonados pelas letras. Confira!

 

3 poesias infantis sobre a primavera!

Separamos 3 poesias cheias de possibilidades para a sua aula ou mesmo para ler em casa. Elas podem ser utilizadas como aprendizado sobre a estação e também como exercício de reflexão. Algumas são produzidas por autores famosos na literatura, o que ajuda as crianças a aumentarem seus conhecimentos a respeito dos grandes nomes da área.

1 | Natureza distraída (Toquinho e Elifas Andreato)

Como as plantas somos seres vivos,
Como as plantas temos que crescer.
Como elas, precisamos de muito carinho,
De sol, de amor, de ar pra sobreviver.
Quando a natureza distraída
Fere a flor ou um embrião,
O ser humano, mais que as flores,
Precisa na vida
De muito afeto e toda compreensão.

Essa poesia traz uma analogia entre os seres humanos e as plantas – excelente reflexão para as crianças, que precisam entender a importância da natureza e de ações de conservação ambiental.

 

2 | Linda Primavera (Antonio Cícero da Silva)

Como você é linda
É a primavera
No jardim da bem vinda
Há flores lindas e belas.

Na primavera
Surgem as rosas e os cravos
A natureza impera
No sítio do rosalvo.

O ar fica cheiroso
Faz bem para as narinas
Tudo se torna formoso
Paraíso das meninas.

Linda primavera
Com pétalas a abrir
A coisa mais singela
Que podemos assistir.

Época de alegria
Que transmite muita calma
Nada disso existiria
Se não houvesse a alma.

Desabrocham lindas flores
E cheirosas também
De onde surgem os frutos
E excelentes ares contém.

Essa traz a sensação da primavera à tona, exercitando a reflexão sobre os cheiros, as cores e os sentimentos que envolvem a época. Através do poema também é possível levar para a sala de aula a explicações sobre o desabrochar as flores e a colheita dos frutos.

 

3 | Primavera (Rose Felliciano)

No balé das cores, desfilando orquídeas
Vejo minha vida como reprise
Olhos brilhantes, de sonhos tantos
Mágico instante, doce release
Fui primavera
De harmonia, beleza
Tantas certezas
Bela estação é esta
Mas, de certo, agora
Sei que apenas chega… E vai embora!

Esse poema de Rose Feliciano traz à tona o sentimento da época e é ótima para mostrar aos alunos a ideia de que cada uma das estações passa.

 

 

Dica extra – Aproveite a aula para fazer uma flor de papel!

Além de apresentar poesias aos pequenos, que tal fazer uma flor de papel? Separamos um passo-a-passo bem simples, anote aí:

• Você vai precisar de canetinhas de duas cores, cola e papéis cortados em quadrados – eles podem ser coloridos. Também será necessário um papel sulfite para colar as flores. As canetinhas podem ser verdes ou da cor marrom, pois serão usadas para representar os galhos.

• Dobre os quadrados coloridos ao meio. No triângulo que se formou, faça uma marcação do meio novamente e dobre as pontas.

• A flor parecerá uma tulipa. Basta colá-la em uma folha de papel em branco – ou na cor que a criança escolher.

• Depois que a flor secar, a criança pode desenhar os galhos na própria folha.

Está pronto! O resultado final pode ficar bem bacana e o exercício é excelente para que as crianças consigam expressar sua criatividade!

Confira o vídeo do Canal Inspiração Faça Você Mesmo  no Youtube:

 

Gostou do texto de hoje? Compartilhe nas redes sociais!

Ah! Tem mais poesia no Blog, clica aqui e confere!

 

Assine nossa lista de e-mail e fique por dentro dos eventos e novidades ;)