O Pequeno Natal do Príncipe Noel

Publicado no dia 20 de dezembro de 2018

Dia Especial… Comemorado pelos quatro cantos da terra, esperado por muitos, herdado do nascimento da Vida, sentida a partir do jovem Jesus. Dia dos três reis magos reviverem tamanha alegria, na lembrança dum dia em que nasceu o menino Noel.

Naquele dezembro planeta, dia vinte e quatro para o próximo significava doação, dia de fazer os outros felizes, eis o grande segredo da felicidade para os meninos, que também representavam as meninas.

E eles queriam brincar, felizes, pular e condecorar a alegria da brincadeira coletiva. Muitos presentes, outros chegaram e também foram premiados igualmente. Até que todos, a bordo duma viagem mágica pelo universo real da Terra, acabaram encontrando um garoto solitário, que habitava um pequenino planeta e passava seus dias com afinco a cuidar da sua única companhia: linda rosa!

A garotada ficou surpresa quando o pequeno menino os observou e pegou carona em revoada de pássaros. A rosa ficou protegida em redoma de vidro, enquanto amigos e amigas corriam em direção ao vento, sentiam a liberdade da alegria, de braços abertos, correndo ao ar mais puro da região. E, quando chegaram ao destino de volta, para perplexa e unânime surpresa, ele já estava lá, aterrissado com seus voadores amigos. Parecia querer aproveitar.

Todos a imaginar quantos anos tinha, mas ele preferia olhar as estrelas e presentear.

À noite, quando deu sinal, avistava-se linda e repuxada carruagem de lobos brancos da neve. Apenas o condutor, vestindo vermelho e gorro, cinto preto e milhares de alegrias para compartilhar. Chegava tocando Belém, blem, blem-blem… A surpresa estava já, bem próxima da descoberta multiplicada por sorrisos, fantasias, muito mais além, via-se o invisível!

Assim, a noite de Natal chegava mostrando que a imaginação pode se tornar realidade e que o sonho de cada um basta acreditar. No planeta da confraternização, bastava-se doar um pouco para fazer tantos outros felizes, proteger o olhar da amizade conquistando o tesouro que cada amigo possui: você mesmo!

Realmente, o pequeno garoto com seus pássaros, haviam voado a fim do encontro feliz, permitindo que todos sorrissem com o seu velho amigo Noel, que, por sinal, novamente já andava bem próximo, trazendo inúmeras esperanças no brilho do olhar de cada um. Sabendo que desde o nascimento do menino Jesus até os dias atuais o que mais lhe fazia completo era justamente a alegria dos outros, a felicidade nos outros. A união pela brincadeira e o respeito pelo próximo pelo anterior também.

Naquele planeta, o solitário garoto nunca estivera só, pois sabia da certeza que vinha do céu, por isso passava se dedicando a cuidar dos seus, esperando o ano passar, para então revoar pela magia da vida, direto ao encontro com Noel, que era o seu verdadeiro eu…

FELIZ NATAL!

Assine nossa lista de e-mail e fique por dentro dos eventos e novidades ;)