Como a tecnologia pode ajudar a formar leitores?

As crianças já estão conectadas, então como se aliar a tecnologia para a leitura fazer parte dessa conexão?

Publicado no dia 13 de agosto de 2018

Crianças e tecnologias andam lado a lado nos dias atuais – algumas, logo nos primeiros anos de vida, as dominam mais do que qualquer adulto. Esse é um fenômeno comum da expansão tecnológica e não há muito o que fazer para impedir que as mudanças ocorram. Na verdade, é preciso saber que a saída mais inteligente é haver adaptações ao novo – e não combate a ele.

E quando o assunto é leitura? Como formar pequenos leitores em um mundo onde a informação é rápida e as distrações são inúmeras? Na verdade, a resposta é mais simples do que parece e a tecnologia não só pode não atrapalhar, como é capaz de ajudar a formar novos leitores. Separamos no texto de hoje uma reflexão sobre o assunto. Confira!

A tecnologia e a leitura – Como e por que unir?

Um professor mais conservador pode se perguntar: por que inserir a tecnologia no momento da leitura? Afinal, o contato com o livro de papel, o cheiro e as sensações experimentadas por um leitor são únicas – e seria um desperdício dividir esse momento com uma tela de computador.

Mas, a realidade é que as crianças já estão conectadas. Elas respiram tecnologia e são influenciadas diretamente por elas. A saída é aprender a usá-la a nosso favor, estimulando e orientando os alunos a fazerem bons usos de seus aparelhos.

A dica é mostrar, através da tecnologia, o universo da leitura. Seja por meio de livros em PDF ou mesmo peças de teatros gravadas e audiobooks, essa ponte pode ser bem interessante e até fundamental para tornar o desejo pela leitura deleite algo vivo nas crianças. A partir daí, introduzir o livro será mais fácil. É preciso se conectar com o universo dos jovens atuais – e saber lidar com as barreiras tecnológicas de forma saudável.

 

O Pequeno Príncipe no Planeta @.com

O volume V da coleção “O Pequeno Príncipe” traz algumas reflexões interessantes sobre a tecnologia e as crianças. Como evitar o contato excessivo com as telas e a exposição em redes sociais? Como tornar a tecnologia uma ponte entre a leitura e os jovens?

Essas questões são importantes de serem discutidas em sala, especialmente na semana do dia 15 de Agosto, onde será comemorado o dia da informática. Dialogarmos com os pequenos e nos conectarmos o mundo deles, nos faz perceber que todos continuam se atraindo pelas mesmas coisas de sempre: o lúdico, o desbravar, o imaginar. Independente da tecnologia, crianças ainda são crianças.

 

 

Assine nossa lista de e-mail e fique por dentro dos eventos e novidades ;)